Apresentação

     Fundada na década de 60, a Tenda de Umbanda Fé, Esperança e Caridade  localizava na Fazenda São José dos Feixos, Lagoa Seca no município de Fronteira – MG. O local era propriedade do Sr Leonidio Xavier da Cruz que com sua esposa Sra Geralda Felipe da Cruz – Mãe Geralda e outros familiares e amigos deu corpo á estruturação da Casa bem como a sua corrente mediúnica durante quase três décadas de atividades initerruptas . Grande parte dos registros dessa época se perderam sendo resgatados apenas uns poucos documentos e fotografia em preto e branco dos anos de 1974, 75 e 76.

     Em 1979 a  propriedade foi vendida e as atividades da Tenda foram encerradas; estabelecida a nova residência da família tratou-se logo de erguer o velho conga que dá inicio á segunda parte dessa história. Tal era a disposição de todos que já em 02/1981 acontecia a primeira reunião que tratou da fundação da Associação Espírita Ogum São Jorge, com  sede própria e já em seu endereço atual. E foi por acreditarem que o “Caboclo não bambeia” que os “filhos de fé” da antiga Taboquinha estão firmes na banda ate hoje…

5 comments

  • neuza reis simpson

    OBRIGADA PELO SITE. GOSTEI MUITO. QUERO APRENDER MAIS E VOU USÁ-LO.
    NEUZA

  • UMBERTO MENDES BARBOSA PEREIRA

    GOSTEI MUITO DO SITE CARO IRMÃO MUITO OBRIGADO DE CORAÇAO

  • carlos magno

    gostei muinto do saite e tambem casa e estou esperando para o prossimo no dia 01 de novembro

  • Adriano Roberto Silveira Junior

    Mais que um Terreiro e sim uma casa que acolhe de braços abertos todos , sem distinção de cor , situação financeira . Senti a energia do lugar desde que entrei do portão pra dentro . Parabéns a todos os médiuns . Mta energia e Axe a todos .

  • Aníbal Júnior

    Quero aqui registrar meus respeito a essa maravilhosa casa, casa de fé, respeito, amor e caridade. Ainda criança já frequentava esse terreiro, quando ao comando da nossa mãe Geralda, quem me considero como neto, minha mãe e pai eram filhos da casa, da corrente mediúnica. Peço benção a minha vó Geralda e idem ao meu pai Pedro peço Agô para fazer essa declaração.

    Asé a todos irmãos da corrente.

Deixe um comentário para Aníbal Júnior Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.